RSS
 

Transtorno Obsessivo Compulsivo

por: Roberto Lazaro Silveira

Não é doença mental. Trata-se de um momento de desequilíbrio emocional onde a pessoa apresenta obsessões e compulsões, ou seja, possue idéias e promovem ações as quais a maioria das pessoas consideram anormais.

O indivíduo é dominada por pensamentos desagradáveis de natureza sexual, religiosa, agressiva entre outros, que são difíceis de afastar de sua mente, parecem sem sentido e são aliviados temporariamente por determinados comportamentos ritualísticos compensatórios.

Os rituais assim como as repetições são pensamentos recorrentes caracterizados por serem desagradáveis, repulsivos e contrários à índole da pessoa portadora de TOC.

Tais pensamentos não são controláveis pelos próprios pacientes e causam significativa perda de tempo, sofrimento pessoal e prejuízo aos afazeres cotidianos.

Ocorre o descontrole referente aos pensamentos, e às vezes surgem atitudes ou comportamentos que visam neutralizar a ansiedade causada por tais pensamentos. Assim, compulsões podem ocorrer secundariamente às obsessões.

As compulsões são comportamentos, gestos, rituais ou atitudes muitas vezes iguais e repetitivas, conscientes e quase sempre incontroláveis. Os pacientes mantêm a crítica sobre suas atitudes, percebem o fato como absurdo e não sabem ou não entendem o que está acontecendo.

Para melhorar o quadro e livrar-se de tais sentimentos é necessário a ajuda de um psicoterapêuta que promova o autoconhecimento para a pessoa em tratamento, este autoconhecimento irá sanar os sintomas produzidos assim como livrar a pessoa de algo devastador: Os medicamentos psicotrópicos. Vejam no vídeo abaixo como as doenças mentais são inventadas para a Indústria Farmacêutica.

 

Faça seu comentário