RSS
 

Transtrono Bipolar

por: Roberto Lazaro Silveira

Está é mais um doença inventada que era denominado até bem pouco tempo de psicose maníaco-depressiva. Esse nome foi abandonado principalmente porque este transtorno não apresenta necessariamente sintomas psicóticos, na verdade, na maioria das vezes esses sintomas não aparecem. Vejam nos vídeos como isto ocorre.

Os transtornos afetivos não estão com sua classificação terminada. Provavelmente nos próximos anos surgirão novos subtipos de transtornos afetivos, melhorando a precisão dos diagnósticos e desencadeando remédios psicotrópicos para cada um dos ramos para encher o bolso da indústria farmacêutica e dos médicos vinculados financeiramente á mesma.

A alternância de estados depressivos com maníacos é a tônica dessa psêudo patologia. Muitas vezes o diagnóstico correto só será feito depois de muitos anos, após vencer a patente de determinado medicamento…

Uma pessoa que tenha uma fase depressiva, receba o diagnóstico de depressão e dez anos depois apresente um episódio maníaco tem na verdade o transtorno bipolar, mas até que a mania surgisse não era possível conhecer diagnóstico verdadeiro, mas, que após algum tempo não é mais verdadeiro como de costume, e surgirá então novos remédios com novas patentes para o novo nome registrado no DSM, que por sua vez é um livro que enquadra qualquer pessoa da face da terra como doente mental e foi patrocinado pela indústri farmacêutica para vender remédios que mudam de nome quando vence a petente e continua vendendo por valores elevados, sendo necessário uma reclassificação no livrinho de doenças.

Pense nisto querido leitores: Acabamos de ganhar um carro de presente…. ficamos felizes e eufóricos…. então teremos que viver deste modo para o resto da vida mesmo com a morte de um ente querido caso contrário estaremos enquadrados como Bípolar e desenbolsaremos com o psicotrópico adequado.

Leia isto: Qual a causa da doença? A causa propriamente dita é desconhecida, mas há fatores que influenciam ou que precipitem seu surgimento como parentes que apresentem esse problema, traumas, incidentes ou acontecimentos fortes como mudanças, troca de emprego, fim de casamento, morte de pessoa querida.

Fica fácil notar o conto do vigário… Os psicotrópicos matam mais que acidentes de carro, e isto é fato!

Para comprovar solicite em seu idioma e receba em casa gratuitamente um vídeo da Comissão dos direitos humanos Clique aqui para preencher o formulário

 

Faça seu comentário

 
 
  1. Vanessa Reynolds

    02/10/2010 at 21:39

    Oi Roberto, tudo bom? Espero que se lembre de mim. Fizemos faculdade juntos. Gostei do seu site e concordo com tudo que voce colocou sobre o transtorno bipolar.